Dicas: Departamento Técnico

Plataforma online equipara mundialmente o nível de conhecimento dos técnicos de manutenção e, como consequência, leva atendimento ainda mais eficaz e prestativo aos clientes!

Desde julho todos os técnicos da rede autorizada da Roland DG, que se dedicam à reparação e manutenção dos equipamentos, podem se atualizar com apenas alguns cliques pela Roland DG Academy e sem ter que pagar absolutamente nada por isso. Trata-se de um conceito completo de treinamentos específicos pela internet para cada uma das linhas de produtos. A empresa disponibiliza ainda nas dependências da unidade de Cotia, SP, treinamentos presenciais, tanto teóricos e práticos. 

impressoes-e-negocios-dez-2016-roland-academy“Cerca de 60% dos técnicos já utilizaram a nossa plataforma online, a expectativa é que no ano de 2017 mais de 80% deles concluam os 100 cursos”, comenta Alan Pepe, gerente de assistência da Roland DG. Hoje são 49 ATAs (Assistências Técnicas Autorizadas) espalhadas pelo Brasil e cerca de 96 técnicos. 

As aulas estão disponíveis em português para que o técnico possa explorar todo o potencial dos equipamentos e softwares. “Traduzimos do inglês e a nossa versão nacional é utilizada, inclusive, pelos técnicos em Portugal”, reforça Pepe. 

Os cursos e as respectivas avaliações com os profissionais permitem que a Roland DG faça uma análise constante de seu processo de treinamento e, por sua vez, propicie ao técnico uma qualificação contínua e em total sintonia com o que existe de melhor no mundo. Como consequência o cliente irá contar com tempos de reparos mais breves e atendimento cada vez melhor e eficaz. 

impressoes-e-negocios-dez-2016-ata“A Roland vai além do que treinar os técnicos para que eles adquiram mais qualificação. Busca desenvolver nestes profissionais uma maneira totalmente nova de pensar e agir, para que eles estejam permanentemente aptos a desempenharem suas funções e se adaptarem, ou melhor, ainda, se anteciparem às mudanças e dinâmica do mercado e dos negócios”, explica Anderson Clayton, gerente de marketing da Roland DG Brasil. E enfatiza: “e o que é melhor, todos eles, quer estejam no Brasil, EUA ou Japão, por exemplo, todos terão a mesma preparação, uma maneira de equiparar o nível de qualidade dos técnicos em âmbito mundial”. 

Para a empresa, a Educação Corporativa, não se restringe a um conjunto de salas de aula, mas sim estruturas de processos organizacionais que permitem a criação e sistematização de uma cultura de aprendizagem constante, com a utilização de inúmeras ferramentas teóricas e práticas para promover o aprendizado. Até mesmo o cliente pode participar de cursos na companhia para aproveitar todos os recursos que a máquina adquirida oferece. Bem, mas a questão de cursos voltados a clientes já é assunto para uma outra matéria, na próxima News Impressões & Negócios, não deixe de ler!